Resenha Crítica: Nardjes A. (2020), de Karim Aïnouz

Ao mesmo tempo em que exibia “A Vida Invisível”, talvez a sua ficção de maior êxito comercial, Karim Aïnouz também teve os seus pensamentos ocupados com a produção de dois documentários com forte teor político que faziam paralelamente o circuito dos festivais de cinema.

Lançado nas plataformas digitais do Brasil no início da pandemia, “Aeroporto Central” acompanhava imigrantes refugiados na Alemanha incertos quanto ao destino. Tem também caráter de denúncia o seu mais recente “Nardjes A.”, que acompanha a personagem-título em um período de 24 horas pelas ruas tomadas por protestos na Argélia.

A data da gravação do documentário se deu em 8 de março de 2019. Poucas semanas depois, viria a queda do presidente Abdelaziz Bouteflik, figura central do golpe militar na Argélia nos anos 1960 e que ocupou por anos a liderança do pais sob escândalos de repressão, fraudes nas urnas e corrupção.

O suporte digital autoriza Karim Aïnouz a caminhar com liberdade pelas ruas povoadas, bem como a captar nuances tendo Nardjes como o seu fio condutor. Por outro lado, o projeto, que partiu do interesse pessoal do realizador em se conectar com as suas raízes paternas, tardou na escolha do momento ideal para captar as tensões argelinas.

Nardjes é flagrada em várias circunstâncias preocupada com os seus colegas de ativismo, mas nada realmente ameaçador é explicitado. Também é abordada as abdicações pessoais que faz em prol das manifestações, mas isso não soa tão significativo quando o seu dia é concluído em celebração em um bar. A luta continua, embora “Nardjes A.” não seja tão incisivo ao documentar isso. ★★

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s